Skip to content
02/12/2012 / kamiyaferows

Mulheres em quadrinhos

Antes de mais nada, eis os devidos créditos:
Autora: Diana Doria (Mad)
Link para o post original aqui.

Sem mais delongas . . .

Mulheres em Quadrinhos

Olá!
Primeiramente, gostaria de me desculpar pela falta de postagens. Acontece que tenho trabalhos da faculdade a fazer E uma hq para terminar até dia 20 de dezembro, então as coisas estão meio (bastante) corridas.

Agora vamos ao que interessa: mulheres em quadrinhos. Essa é uma questão que já me incomodava ha algum tempo, e o grupo Mulheres em Quadrinhos, no Facebook, me fez voltar a pensar nisso.

Nota #1 – Eu acredito que homens e mulheres estão em um mesmo nível de respeito e devem ser tratados como iguais. Não sou do tipo de feminista que acha que mulher é superior e homem não presta (isso é ridículo).

Nota #2 – Não estou aqui para gerar briga, e sim discussão; são coisas bem diferentes.

A imagem feminina nos quadrinhos, games e indústria do entretenimento em geral
https://papocartola.files.wordpress.com/2012/12/be3b0-600full-love-hina-poster.jpg

Ser sensual não é ruim. Não estou aqui para defender o puritanismo e dizer que toda mulher deve “se preservar” e “usar roupas decentes”. Pelo contrário — estou aqui para critica-lo.

 

A liberdade de expressão

Quando postei sobre esse assunto no Facebook, um dos comentários que mais apareceram foi: “quadrinhos são arte, e arte é fuga da realidade, um reflexo do mundo interior do autor. Se ele quiser fazer mulheres seminuas guerreando, ele fará.”

Concordo completamente. Acho que censura é algo absurdo e cada um tem mais é que se expressar mesmo. O problema é que a questão vai muito além disso.

– Por que será que o universo particular de 90% dos quadrinhistas/game designers/etc está lotado de mulheres que fazem qualquer coisa seminuas? Essa é a questão.

https://i0.wp.com/www.jamesgunn.com/wp-content/uploads/Black-Canary-dc-canario-negro.jpg

Nossa mentalidade é reflexo da cultura e da sociedade em que vivemos. Infelizmente, há muitas centenas de anos, inventaram umas religiões que fizeram questão de rebaixar as mulheres (o catolicismo é a mais influente delas no Brasil). Inventaram que sexo é pecado e que a mulher, pecadora original e blá blá blá, deveria ser sempre oculta e preservada. Ou seja, criaram uma ligação direta entre o corpo feminino e o sexo, que é algo “feio” e “sem valor”. Ser mulher é, até hoje, algo depreciativo. Mostrar o corpo, então…

Aí você me diz “eu sou ateu, odeio religiões, não acredito nessas bobagens”
E eu te respondo “acredita SIM.”

Você tenha a crença que quiser, mas cresceu numa sociedade religiosa em suas raízes, e herdou muito desse pensamento.Para provar isso, farei uma pergunta muito simples:

As mulheres conquistaram o direito de se vestir com roupas que eram exclusivamente masculinas, e até hoje exibem esse fato com orgulho. Por que é que os homens não vestem roupas femininas e se orgulham disso também?

https://papocartola.files.wordpress.com/2012/12/39cef-hotmanskirt.jpg

Porque fica ridículo. Porque fica bizarro. Porque o feminino é depreciativo. 

Criou-se um tabu tão grande com o corpo feminino, que ele é sempre ligado ao sexo e à “perda de valor”.

Qual é o problema disso nos quadrinhos?

O problema é que ao apresentar mulheres seminuas e gostosas brigando, você não quer que prestem atenção na luta em si, e sim nas bundas e nos peitos. Ao desenhar colegiais com saias que mal tampam a bunda, você quer que prestem mais atenção na bunda dela do que na personalidade dela. Isso porque infelizmente nossa cultura não encara nudez como algo natural, e sim como algo  sexual.

E, a partir do momento em que o corpo da mulher passa a ser mais importante do que qualquer outra característica dela, o autor está mais uma vez nos rebaixando a uma simples imagem, a uma “mulher objeto”, uma figurante que só está ali para satisfazer a olhares.

https://i0.wp.com/25.media.tumblr.com/tumblr_m60b5zPV6w1qbn6jwo1_500.jpg

Quem aí lê HOTD por ter uma história maravilhosa? Quem gostaria da série caso as personagens não mostrassem a calcinha em todas as páginas? Esse mangá é um dos maiores exemplos que existem de que a carga sexual sobre o corpo feminino é capaz de superar qualquer coisa, inclusive a própria história, tornando o mangá pouco além de imagens.

Públicos

Existe um público para esse tipo de coisa, sim. Sacanagem é legal e deve existir mesmo. O problema é que foi criado todo esse estereótipo sobre o qual falei até agora e, por mais que você ache que há um grande abismo entre a fantasia e a realidade, não há. Eu já expliquei como a mentalidade social está intimamente ligada à imagem de mulher-objeto. Já demonstrei como seu mundinho particular reflete sua mentalidade machista e SIM, isso é transmitido aos leitores.

E não estou falando só dos homens, ok? Tem muita mulher que contribui pra essa imagem.

Então que fique claro: Não sou contra sacanagem. Sou contra a imagem de que as mulheres são “sacanagens ambulantes”.

Se não fosse pelo nosso maldito puritanismo cristão, não haveria problema algum em desenhar mulheres nuas, porque a nudez não seria vista como algo puramente sexual.

Idealização

É agora que as pessoas dizem: “mas as mulheres também idealizam os homens nos quadrinhos. Nenhum homem real é como os meninos dos shoujos, por exemplo.”

Esse é um ÓTIMO comentário, porque a resposta só prova ainda mais tudo o que eu venho falando até agora: quem já leu um shoujo sabe que a idealização das mulheres sobre os homens vai muito, mas MUITO além da aparência. Em shoujos os homens são românticos, espertos, inteligentes, corajosos, charmosos e, é claro, bonitos.

Mas ninguém, além de meninas que nunca tiveram namorado, lê um shoujo para achar sexy e ficar excitado. A carga sexual no shoujo é mínima.

https://papocartola.files.wordpress.com/2012/12/d9762-2.jpg

Construindo um raciocínio:

– Quadrinhos são arte, e arte é a expressão do interior do artista (seus desejos, medos, anseios).
– Percebe-se claramente no shoujo, mangá escrito por mulheres e para mulheres, que há um desejo imenso de que os homens lhe dêem atenção e valor. Sejam românticos, inteligentes, misteriosos, etc e tal.
– Já no shonen/ecchi e cia, percebe-se o desejo masculino todo concentrado no corpo feminino como objeto sexual.

Massa, né?

Forçar a Barra

A cobrança sexual é tão tensa que os desenhistas chegam a cometer erros de anatomia grotescos só para que a bunda e os peitos das mulheres apareçam na mesma cena. Ou, o que é mais comum, desenham as mulheres em roupas absurdamente inadequadas para as ocasiões, só para que elas pareçam mais sexy. Não entendem nada de luta e fazem cenas em que as meninas ficam com poses estúpidas e ineficientes. Os exemplos abaixo foram retirados do site http://eschergirls.tumblr.com

https://i0.wp.com/25.media.tumblr.com/tumblr_mdkncwJSEq1rtgiamo1_500.jpg

https://i0.wp.com/media.tumblr.com/tumblr_mdlphhEYGM1qdeo6a.gif

https://i2.wp.com/24.media.tumblr.com/tumblr_mcqwt6vdmb1r34y4ho1_500.jpg

https://i0.wp.com/25.media.tumblr.com/tumblr_md5ukcEV371r34y4ho1_500.jpg

Etecetera e tal

https://i2.wp.com/25.media.tumblr.com/tumblr_mdb9e8IFYL1r34y4ho1_500.jpg

Lutas entre mulheres, nos quadrinhos e games, parecem pornô lésbico. Cadê as cenas que parecem pornô gay? CADÊ? *chora*

https://i1.wp.com/img.photobucket.com/albums/v84/aurora_dark/ACreed/EzioXAltair_Assassin__s_Yaoi_by_luu.jpg


Isso foi uma brincadeirinha, mas é verdade que estamos repletos de personagens masculinos com roupas colantes, assim como as personagens femininas. A diferença é que os homens de roupas colantes são vistos como homens de roupas colantes, e as mulheres são vistas como “UHUL VOU ME MASTURBAR”. Então pra fazer uma cena sensual com homens, a coisa tem que ser tensa. Tipo… tensa.

E eu peguei Assassin’s Creed como exemplo porque os caras são lindos, prontofalei.

Enfim, existe um público para esse tipo de cena? É ÓBVIO que existe, e eu me incluo nele, assim como a grande maioria da população mundial! Vou novamente bater na mesma tecla: o-problema-não-é-esse! O problema está na mentalidade por trás do desejo masculino de ter mulheres-objeto, e no reflexo que isso traz à mídia. Não fosse pela nossa cultura machista, acredite, esse desejo seria de uma minoria da população, assim como é da minoria da população feminina em relação aos homens.

O Equilíbrio

https://i2.wp.com/www.dragaodebotas.com/wp-content/uploads/2012/11/paprika_01.jpg

Existe um equilíbrio entre uma boa história, uma boa personagem e uma boa dose de sensualidade, sem perder as outras qualidades. Eu acho que Paprika representa bem isso. Quem ainda não assistiu, assista… vale MUITO a pena.

Além disso, os melhores games que conheço não incluem peitos e bundas gigantescos, mas sim uma boa história e uma jogabilidade do caramba (Okami, Journey, ICO, Shadow of the Colossus). Isso não é porque peitos e bundas são ruins, mas sim porque os games que os mostram em geral SÓ SERVEM pra mostra-los! Tipo God of War! É divertido, é sim, mas nem de longe aquilo traz algo a acrescentar em minha vida.

O que nós, quadrinistas amadores, podemos fazer?

Podemos buscar esse equilíbrio, mostrar a mulher sensual sem que ela perca suas qualidades e sem que a história perca importância. Podemos quebrar esse padrão da mulher objeto e contribuir um pouco para que nossa cultura entenda que peitos são peitos, não a Disney do sexo. Podemos passar a imagem de que mulheres e seus atributos não são algo de que se envergonhar, mas sim de ter orgulho, assim como nós mulheres temos orgulho por poder fazer coisas que só homens faziam.

É isso, cambada. Espero que eu tenha sido clara.

    Bem, não sei vocês mas não tenho o que discordar do que foi dito, exceto sobre God of War… Mas não é o caso falar sobre esses pequenos detalhes… enfim…Bom, é isso ai cambada. Espero que tenham gostado do texto, até a próxima

Advertisements

2 Comments

Leave a Comment
  1. Netphantom / Dec 28 2013 9:35 pm

    Mas eles fazem isso porque vende, e nao vao parar porque alguns estao reclamando.

    • kamiyaferows / Dec 31 2013 2:05 am

      Sem dúvidas. É um caminho curto pro sucesso, e duvido que parem… Tanto porque vende (o que implica em existir um público com a mentalidade criticada no post) quanto porque talvez o próprio autor da obra tenha a mentalidade do público.
      Se fosse o bastante “alguns reclamando” para conscientizar a quantidade necessária de pessoa pra mudar esse quadro, seria ótimo… Mas como não é assim que a banda toca, pelo menos faço questão de espalhar esses pensamentos com esse pequeno alcance que tenho em minhas mãos.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: