Skip to content
31/10/2012 / kamiyaferows

The Last of Us

“Oh, the last of us… fale de algo novo.”

Nah, até onde é de meu conhecimento, nunca tivemos intenção de ficar agradando as pessoas. Se nossos posts aqui atraem a atenção de algum transeunte, poxa, isso é legal… mas não é a intenção principal desse wordpress.

Anyway.
The Last of Us… poxa, já tem um bom tempo que vídeos estão rodando poraí, os gamer tudo loco já devem saber sobre o jogo… o que eu poderia acrescentar?

Um elogio?

Pois é. Desde a primeira vez que eu bati o olho no jogo, vi que tinha algo de especial nele. A mecânica desse jogo… simplesmente impecável. Vou deixar dois vídeos, a princípio da mesma parte… se tiverem paciência de assistir (eu, Momijitsuki e o Chapelleiro garantimos 15 minutos de entretenimento) aproveitem. Comentários logo após os vídeos. Ps: Assistam o segundo vídeo a partir de 3 minutos. O começo dele é basicamente igual ao primeiro vídeo… mas sério, depois dos 3 vale a pena assistir. MUITO.


Certo. E ai? Pareceu que você estava assistindo um filme, não?
Pois é… A mecânica desse jogo é simplesmente sensacional! A forma como tudo flui, as reações esboçadas pelos personagens, o  modo como eles andam, correm, de repente fogem… Eu fiquei simplesmente de boca aberta.

O pessoal desse jogo caprichou demais na mecânica. Tudo parece muito natural… as reações, tanto sua, quanto da sua parceira e dos inimigos, parecem realmente naturais! Não joguei, não posso afirmar que durante o resto do jogo essas reações serão viciosas… Mas fora as cenas chaves, que é óbvio que irão se repetir (como a garota parando em frente ao poster do filme), a maneira que foi mostrada até agora de como eles agem, foi simplesmente incrível….
Podem comparar. A mesma cena. Dois modos COMPLETAMENTE diferentes de se passar por ela… E não é por causa que você tomou outro caminho simplesmente! Os personagens envolvidos reagiram de forma completamente diferente, mas não por causa daquela programação robótica, realmente parecem pessoas de verdade surpreendidas de uma forma diferente de como poderia ter sido (se é que entendem o que quero dizer com isso)… E se for uma mera programação viciosa, que cada vez que você fizer esse caminho irá se repetir da mesma forma… olha, eu pelo menos tenho que tirar o meu chapéu pela primeira impressão que essa poracaria foi capaz de causar…
Alias, falando das cenas, o segundo foi deveras mais divertido. a Ellie se mostrou uma baita duma personagem suporte! E meu amigo, ela estava sendo controlada por uma IA … me diga quando foi a última vez que a porra do personagem que supostamente era pra ser suporte não comprometeu seu jogo?
No primeiro vídeo, ela não ajuda. Mas não atrapalha, o que já seria uma grande vitória na maioria dos jogos que utilizam parceiros controlados pela máquina (Sheva… deixe meu Chris em paz, pfv…) … E no segundo vídeo… putz, o cara teria ido pro saco se não fosse ela…

Bem, separei esse post realmente pra venerar o que vi. Eu gosto muito de desenhar e costumo me ligar muito em coisas como trilha sonora, concept em geral e (…) enfim…
O concept do pouco que vi também me deixou simplesmente boquiaberto. Pessoal de arte merecendo nota over nine mil…

As reações mais humanas que já vi em um jogo, num “in-game”… Resumo meu post nisso.

Estou ansioso para poder jogar. Será que mais alguém divide esse deslumbre que eu tive? =D
Até um próximo post.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: